AIA2009
Tudo sobre a Astronomia

mar
24

O telescópio espacial americano Spitzer detectou uma variação de temperatura de 700 graus Célsius ocorrida em poucas horas num gigantesco planeta distante. O planeta HD 80606b tem três vezes o tamanho de Júpiter.

O telescópio da NASA notou que a temperatura do HD 80606b sobe dos já altos 530° C para cerca de 1230° C em apenas seis horas, ao se aproximar da estrela que orbita.   Durante o processo, o planeta é envolvido em fortes tempestades com ventos a mais de 18 mil km/h e sua temperatura sobe rapidamente.

“Assistimos ao desenvolvimento de uma das tempestades mais violentas da galáxia”, afirmou o astrónomo Greg Laughlin, do observatório Lick, na Califórnia, responsável pelo estudo sobre o planeta divulgado na publicação científica “Nature”. “Esta foi a primeira vez que detectamos mudanças climáticas em tempo real num planeta fora de nosso sistema solar.”

O planeta foi descoberto inicialmente em 2001 por uma equipe de cientistas localizada na Suíça. Ele está localizado a cerca de 190 anos-luz de distância na constelação de Ursa Maior.


Simulação computadorizada do planeta HD 80606b

mar
24

O Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), que fica no alto de uma montanha em La Silla, no Chile, fotografou a nebulosa Hélix, que fica a uma distância de 700 anos-luz da Terra, na constelação de Aquário, e é conhecida como “olho cósmico”. A nebulosa é formada por gás e poeira lançados por uma estrela central de pouca luminosidade, já em vias de desaparecer. De acordo com o ESO, o principal anel da Hélix tem um diâmetro de cerca de dois anos-luz – ou seja, de mais de 18 triliões de quilómetros. Apesar da imagem espectacular, é difícil ver a nebulosa pois a sua luz é dissipada por uma vasta área do espaço. Hélix apareceu pela primeira vez na lista de objectos compilada pelo astrónomo alemão Karl Ludwig Harding, em 1824. O nome vem das primeiras fotografias tiradas, em que a nebulosa parecia ter um formato de saca-rolhas. Segundo o ESO, estudos indicam que ela é formada por pelomenos dois anéis externos. O disco interno, que pode ter sido formado há cerca de 12 mil anos, parece se estar a expandir a uma velocidade de 100 mil quilómetros por hora. Os astrónomos acreditam que a nebulosa está relativamente perto da Terra e que, por isso, pode ser estudada de maneira mais minuciosa, disse o ESO.

"olho cósmico"

mar
24

Um asteróide passou bastante perto da Terra na manhã de segunda-feira (02-03-2009). Segundo informações dos astrónomos, o rochedo, com diâmetro entre 21 e 47 metros, passou a cerca de 70 mil quilómetros da superfície terrestre – o equivalente a um quinto da distância entre a Terra e a Lua. A informação foi divulgada pela Planetary Society, uma ONG internacional.

O objecto foi descoberto dois dias antes, por um astrónomo do Observatório Spring, na Austrália, quando se encontrava a 1,5 milhão de quilómetros de distância. Designado 2009 DD45, ele passou sobre o oceano Pacífico e foi, em tese, visível da Austrália, do Japão e da China. O astro deve ser similar ao objecto que colidiu com a Terra em 1908, sobre Tunguska, na Sibéria. Naquela ocasião, o asteróide explodiu no ar, devido ao contacto com a atmosfera, mas a onda de choque devastou as florestas da região.

asteróide

mar
23

Está prevista para Março o início da primeira fase do projecto Marte 500, uma parceria entre a Agência Espacial Europeia e a sua congénere russa. Esta experiência irá colocar 6 pessoas a viver em total isolamento dentro de instalações que simulam uma grande nave espacial. O objectivo é obter informações sobre como a longa permanência em isolamento pode afectar as condições de saúde e de trabalho de uma equipe de astronautas. Esta experiência irá ser realizada durante 105 dias pois é a quantidade mínima de dias necessários para efectuar uma viagem de ida e volta ao planeta vermelho. Os efeitos das longas permanências no espaço sobre o organismo humano são um dos tópicos mais pesquisados na ciência espacial. Já houve astronautas que passaram 7 meses na Estação Espacial Internacional, e o russo Valeri Polyakov já chegou a ficar 437 dias seguidos em órbita. Na órbita da Terra, os astronautas podem comunicar com qualquer pessoa situada na Terra em tempo real. Mas, na rota de Marte, o contacto pode levar até 20 minutos. Devido a este facto, a autonomia dos viajantes tem que ser maior. Em 2007, a Rússia realizou uma experiencia para testar as instalações da Marte 500 e conclui que a presença de mulheres não atrapalha o equilíbrio da tripulação. A primeira fase irá dura 105 dias e terá dois tripulantes europeus e quatro russos, dos quais uma é mulher.

Big Brother Espacial

mar
20

Phoenix é uma sonda espacial não-tripulada da NASA, lançada de Cabo Canaveral em 4 de Agosto de 2007, com o objectivo de pesquisar por moléculas de água na região do pólo norte do planeta Marte, onde pousou em 25 de Maio de 2008.Phoenix pousando em Marte (ilustração da NASA)

Lançada ao espaço por um foguete Delta II, a sonda consiste em um aterrissador dotado de um braço mecânico destinado a colectar amostras de solos, para análises físicoquímicas.

Esta sonda espacial transporta um conjunto de instrumentos mais actualizados em relação aos utilizados na fracassada missão “Mars Polar Lander”.

O objectivo da sonda é a procura de água e ela pousou próximo ao pólo norte de Marte onde acredita-se existir água congelada.

Pouso este realizado no pólo norte do planeta, a missão deverá durar cerca de 150 dias marcianos e a Phoenix utilizará o seu braço robótico para cavar o solo marciano. Este solo é afectado pelas variações sazonais do clima nos pólos e poderá conter componentes orgânicos necessários para a vida.

Para analisar as amostras de solo colectadas pelo braço robótico, a sonda espacial transporta um aquecedor e um mini laboratório portátil de última geração. As amostras serão aquecidas para liberar seus componentes voláteis, que poderão então ter sua composição analisada quimicamente, além de outras características.

A sonda Phoenix herda as tecnologias de imagem embutidas nas missões Pathfinder e Mars Exploration Rover. Esta também possui uma câmara de alta definição e som estéreo no alto de uma coluna de 2 metros de altura. Esta câmara tem dois “olhos” que observarão as vizinhanças em alta resolução, a fim de localizar o melhor solo a ser escavado. Além disso, está equipada com uma câmara multi-espectral para a identificação dos minerais locais.


Leia o resto deste post »

mar
20

Nicolau CopérnicoNicolau Copérnico (Toruń, 19 de Fevereiro de 1473Frauenburgo, 24 de Maio de 1543) foi um astrónomo e matemático polaco que desenvolveu a teoria heliocêntrica do Sistema Solar. Foi também cónego da Igreja Católica, governador e administrador, jurista, astrólogo e médico.

Devido a estes factos anteriormente salientados, Copérnico é considerado nos dias de hoje o fundador da Astronomia moderna.

A teoria do modelo heliocêntrico, a maior teoria de Copérnico, foi publicada no seu livro, De revolutionibus orbium coelestium (“Da revolução de esferas celestes”), durante o ano de sua morte, 1543. Apesar disso, esta teoria foi desenvolvida algumas décadas antes. O livro marcou o começo de uma mudança de um universo geocêntrico (a Terra esta parada no centro do Universo com todos os corpos celestes girando ao seu redor). Copérnico acreditava que a Terra era apenas mais um planeta que concluía uma órbita em torno de um sol fixo e que girava em torno do seu eixo todo dia.

Leia o resto deste post »

mar
18

O telescópio Kepler foi colocada em órbita com  sucesso no dia 6 e Março, após o seu lançamento, efectuado a bordo de um foguetão Delta II,da base militar do Cabo Canaveral, na Florida (sudeste), confirmou a NASA.

Este telescópio de 1,03 toneladas está dotado de um espelho principal de 1,4 metros de diâmetro e de uma abertura de 0,95 metros.

O Kepler foi colocado em órbita heliocêntrica que o faz seguir a Terra em redor do sol.

O fotómetro, aparelho que serve para medir as grandezas luminosas, está munido de um plano focal com 95 milhões de pixeis que se assume como a maior objectiva fotográfica lançada no espaço pela Nasa.

Este telescópio ultra-sensível às variações luminosas vai fotografar durante pelo menos três anos mais de 100.000 estrelas que se assemelham ao nosso sol, mais quentes ou menos quentes, situadas na região do Cisne e da Lira da Via Láctea.

Trata-se da primeira missão da NASA concebida para detectar planetas, rochosos como a Terra, que orbitem estrelas de que não estejam muito próximas nem muito afastadas, de modo que as temperaturas possam manter a água em estado líquido à superfície, condição considerada essencial ao desenvolvimento da vida.

O telescópio espacial recebeu o nome em homenagem ao astrónomo alemão do século XVII Johannes Kepler, a quem se deve a descoberta de que os planetas descrevem elipses em torno do Sol e não círculos perfeitos.

Em busca de exoplanetas

O satélite europeu Corot, posto em órbita em 2006 para procurar exoplanetas (exteriores ao Sistema Solar), descobriu o mais pequeno até agora observado – com perto de duas vezes o diâmetro da Terra – mas muito próximo da sua estrela e muito quente, segundo anunciaram os astrónomos em Fevereiro.

Desde 1995, foram descobertos 337 exoplanetas em torno de estrelas, mas todos muito maiores do que a Terra e situados em zonas onde a vida é impossível.

mar
13

Sir Isaac Newton (Woolsthorpe, 4 de Janeiro de 1643 — Londres, 31 de Março de 1727) foi um cientista inglês, mais reconhecido como físico e matemático, embora tenha sido também astrónomo, alquimista, filósofo natural e teólogo. Sua obra, Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, é considerada uma das mais influentes em História da ciência. Publicada em 1687, esta obra descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton, que   fundamentaram a mecânica clássica.

Ao demonstrar a consistência que havia entre o sistema por si   idealizado e as leis de Kepler do movimento dos planetas, foi o primeiro a   demonstrar que o movimento de objectos, tanto na Terra como em outros corpos   celestes, são governados pelo mesmo conjunto de leis naturais. O poder   unificador e profético de suas leis era centrado na revolução científica, no   avanço do heliocentrismo e na difundida noção de que a investigação racional   pode revelar o funcionamento mais intrínseco da natureza.

Em uma pesquisa promovida pela renomada instituição Royal Society,   Newton foi considerado o cientista que causou maior impacto na história da   ciência. De personalidade sóbria, fechada e solitária, para ele, a função da   ciência era descobrir leis universais e enunciá-las de forma precisa e racional.

Newton estudou no Trinity College de Cambridge, tendo-se graduado em 1665. Um dos principais precursores do Iluminismo, seu trabalho científico sofreu forte influência de seu professor e orientador Barrow (desde 1663), e de Schooten, Viète, John Wallis, Descartes, dos trabalhos de Fermat sobre rectas tangentes a curvas; de Cavalieri, das concepções de Galileu Galilei e Johannes Kepler.

Em 1663, formulou o teorema hoje conhecido como óde Newton. Fez suas primeiras hipóteses sobre gravitação universal e escreveu sobre séries infinitas e o que chamou de teoria das fluxões (1665), o embrião do Cálculo Diferencial e Integral. Por causa da peste negra, o Trinity College foi fechado em 1666 e o cientista foi para Leia o resto deste post »

mar
13

Galileu Galilei nasceu no dia 15 de Fevereiro de 1564 em Pisa. É filho de Vincenzio Galilei e de Giulia Ammannati di Pescia, e os seus antepassados pertenciam à alta sociedade de Pisa, apesar de a    família tivesse em decaído economicamente, conseguiam manter o prestígio  graças às boas tradições familiares que conservara e às boas relações de amizade  com os membros da alta aristocracia.

Galileu em 1581 iniciou os seus estudos de Medicina na Universidade de  Pisa (possivelmente a conselho de seu pai, desejoso que o seu filho renovasse o  prestígio de um dos seus antepassados que tinha sido um medico muito famoso). Como a orientação escolástico-galência do ensino da universidade não satisfazia as  esperanças de Galileu, este abandona a universidade e os estudos médicos e  transfere-se para a universidade de Florença para estudar matemática, mecânica e  hidrostática, onde sob a orientação de Ostílio Ricci (professor de matemática na  Escola de Belas Artes) descobre a sua inclinação. Foi nesta altura que inventou a  balança hidrostática, cujo mecanismo descreveu no breve tratado “La bilancetta”,  publicado em 1644.

Em 1589, Galileu com o apoio de Guidobaldo del Monte (matemático e admirador da sua obra) é admitido para leccionar matemática na Universidade de Pisa como clérigo e é aí que inicia o estudo do movimento do pêndulo (sendo o primeiro a pensar que este fenómeno permitiria fazer relógios muito mais precisos, e chegou já no final da sua vida a trabalhar no mecanismo de escapo que mais tarde originaria o relógio de pêndulo). Também foi em Pisa, que Galileu realizou as suas famosas experiências de queda de corpos em planos inclinados.

Em 1592, ainda sob a influência de Guidobaldo del Monte, consegue a cátedra de matemática na Universidade de Pádua, onde passaria os 18 anos seguintes “os mais felizes da sua vida”. Nesta universidade ensinou geometria, mecânica e astronomia. Leia o resto deste post »

mar
13

Boas !😉

Somos um grupo de trabalho da discpilna de Área de Projecto do 12º C da Escola Secundária de Camilo Castelo Branco – Vila Real .

O nosso grupo é composto por cinco elementos : a Telma , a Sandra , a Raquel , o Nuno e o Nunes .
Grupo